Home » » Pastor Marcos Pereira é preso acusado de seis estupros

Pastor Marcos Pereira é preso acusado de seis estupros

Publicado por Folha de Italva em 8 de mai de 2013 | 17:47


O pastor Marcos Pereira da Silva entrou no presídio de Bangu na tarde desta quarta-feira, conforme informou a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). As imagens do pastor com o uniforme da penitenciária e cabeça raspada foram divulgadas pela secretaria.

Segundo informações da Seap, Marcos saiu de Bangu 2, onde acontece a triagem de presos e seguiu para a Cadeia Pública Bandeira Stampa, também em Bangu.

Marcos foi preso na noite desta terça-feira, acusado de seis estupros, por policiais da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) que o investigavam por suposta ligação com o tráfico de drogas.

Uma das vítimas contou à polícia que foi atraída pelo pastor com a frase “Estou vendo um espírito de lésbica em você”. A primeira relação dos dois teria sido na casa de uma missionária e, segundo o depoimento da vítima, “com o tempo, Marcos passou a trazer para participar dos atos sexuais mulheres”. A vítima afirmou, ainda que “Marcos tentou trazê-lo novamente”, mas que ela se recusou. A mulher contou também que o pastor pedia que ela aliciasse outras fiéis, mas sempre recusava.

Depois das orgias, o religioso ordenaria aos participantes que pedissem perdão uns aos outros pelo que tinha acontecido. Os participantes deveriam também, por orientação de Marcos, procurar um representante da igreja e pedir. Mas deveria manter segredo sobre o que tinha acontecido.

Segundo o delegado Márcio Mendonça, titular DCOD, o nome de Marcos Pereira está ligado a quatro casos de homicídio - um deles, o de uma mulher que teria descoberto as suas “orgias”.

- Na maioria das vezes, o pastor dizia que elas, as mulheres, estavam com o demônio no corpo, e que, por isso, teriam que manter relações com uma pessoa santa. No caso, ele - disse Márcio Mendonça, acrescentando que o inquérito referente às acusações de estupro foi encerrado e que o Ministério Público já denunciou o pastor por estes crimes.

Segunda elas, as orgias eram realizadas num apartamento na Avenida Atlântica, próximo ao Copacabana Palace, numa das áreas mais nobres da cidade. O imóvel, segundo o delegado, pertence à Assembleia de Deus dos Últimos Dias e está avaliado em R$ 8 milhões.

Entenda o Caso

O pastor evangélico Marcos Pereira da Silva, da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi preso na noite desta terça-feira (7), por volta de 22h, em um de seus carros, um Passat, na Rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Contra ele, havia dois mandados de prisão com base em acusações de estupro de fiéis de sua igreja.

De acordo com o delegado Márcio Mendonça, titular da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), as denúncias surgiram a partir da investigação que apura as acusações que o coordenador do Afroreggae, José Júnior, fez sobre o suposto envolvimento do pastor com tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, há cerca de um ano. Ainda segundo o delegado, o nome de Marcos Pereira está ligado a quatro casos de homicídio - um deles, o de uma mulher que teria descoberto as suas “orgias”.

Extra Online

Redes Sociais :

Postar um comentário

 
Suporte : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. Folha de Italva - Todos os direitos reservados
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Tecnologia Blogger