Últimas Notícias

Italva recebe a doação de Bíblia em Braile da Sociedade Bíblica

Publicado por Folha de Italva em 26/08/2014 | 20:04



A Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e a Biblioteca Pública Machado de Assis em parceria com a Sociedade Bíblica doBrasil (SBB), realizaram na noite de ontem uma sessão solene na Câmara de Vereadores para entrega de uma Bíblia em Braile.

o município de Italva foi o segundo em todo o Estado do Rio de Janeiro a receber esse presente, um marco em toda história cultural da cidade.

Explicaram o projeto Sociedade Bíblica do Brasil, os Pastores Acyr de Gerone Junior e Dani Paes que dissertaram que a Sociedade tem mais de 200 anos e doa exemplares aos deficientes visuais, objetivando resgatar valores morais e éticos como amizade, respeito, obediência dos filhos para com os pais e amor ao próximo utilizando as histórias da Bíblia para educar sem defender doutrinas religiosas.

O Secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer Cláudio Moisés de Azevedo Silva representou o Prefeito Leonardo de Souza Guimarães que não pode comparecer ao evento, devido a compromissos agendados no Rio de Janeiro.

Na oportunidade, o titular da Pasta entregou simbolicamente uma Bíblia em Braile ao deficiente visual Camilo.

A Diretora da Biblioteca Pública Machado de Assis Mônica Navarro também falou aos presentes destacando a importância da leitura enquanto literatura cultural, oferecida gratuitamente aos usuários do acervo.








Ascom - PMI

Italvense vai para os Estados Unidos pelo Programa Ciências sem Fronteira

O jovem italvense Matheus Rangel embarcou na última semana para os Estados Unidos. Ele é aluno de Engenharia Mecânica e foi selecionado no Programa Ciências sem Fronteiras do Governo Federal e ficará em Melbourne na Flórida por 1 ano e meio. Matheus estará aprimorando seu inglês e também seus estudos na área da Engenharia Mecânica na Florida Institute of Technology.






Massachusetts Institute of Technology - EUA

Policiais recuperam motos roubadas em São Fidélis

Policiais Militares das 4ª CIA do 8º BPM, recuperaram na tarde de hoje (26) , duas motos que haviam sido furtadas na noite de ontem.

Segundo a polícia as motos foram furtadas por volta das 23h30 de uma oficina de motos localizada na rua Rua Dom Antonio de Castro Mayer, no bairro Barão de Macaúbas em São Fidélis por três menores.

Após uma denúncia anônima a PM chegou a residência de um dos menores no bairro Barreiro onde encontraram as motos e os menores A. C. G. J. de 15 anos, E. N. R de 14 anos e G. O. C de 15 anos.

Ainda segundo a polícia as motos seriam “sucatas” adquiridas em leilão. Uma das motos estava sendo pintada de verde pelos menores.

Os menores e seus responsáveis foram encaminhados para 141ª DP no centro da cidade onde prestaram depoimento e foram liberados em seguida.

SFn

Tiro de Guerra de Pádua realiza solenidade em comemoração ao Dia do Soldado


O Tiro de Guerra 01-002 de Santo Antônio de Pádua realizou nesta segunda-feira (25), a solenidade em homenagem ao Dia do Soldado, comemorado em 25 de agosto.

A solenidade ocorreu em frente ao Paço Municipal e contou com a presença do Prefeito Josias Quintal de Oliveira, do Vice-Prefeito Otony de Faria, a Presidente da Câmara Municipal Vanderlea Marques Franco, o Vereador Eduardo da Silva Leonora, Secretários de Governo e demais autoridades municipais.

O chefe de instrução do Tiro de Guerra Subtenente Weber Danilo dos Reis cumprimentou a todos os presentes e agradeceu a oportunidade de realizar mais esta solenidade do Dia do Soldado brasileiro.

-"O exército existe para defender as nossas fronteiras e para combater qualquer ameaça ao povo brasileiro e a soberania de nosso país. Uma profissão como essa, onde dá a vida para proteger outras vidas, é uma profissão que precisa ser valorizada e reconhecida por todos." Disse o Subtenente Weber.

O Prefeito Municipal Josias Quintal de Oliveira saudou a todos os presentes, ressaltou a importância do Exército brasileiro para a proteção da nação e contou um pouco sobre a história de Duque de Caxias.

- "No dia do Soldado nós nos referimos a expressão maior do militar brasileiro, que foi Duque de Caxias e o que ele fez pelo nosso país, pela proteção de nossa gente."

- "O Soldado brasileiro se destaca no mundo todo pela sua humanidade e pela sua humildade, são cidadãos que estão prontos para perder suas vidas em prol de outros cidadãos." Ressaltou o Prefeito Josias Quintal de Oliveira.

Algumas escolas municipais como o VIVA, Caribé da Rocha, Sarah, CIEP e Salim Simão levaram alunos para prestigiar essa data tão importante no calendário nacional brasileiro.



Policiais são homenageados durante sessão da Câmara de Itaperuna


Os policiais do 29º Batalhão de Polícia Militar foram homenageados durante sessão da Câmara Municipal de Itaperuna.

Na oportunidade, receberam moção de aplausos os seguintes policiais: 2º SGT PM Fabrício Barbosa Batista, CB PM Carlos Henrique de Souza Barros, 3º SGT PM José Ricardo Faria Macedo e CB PM Deyvid Simões Almeida.
 Esses policiais receberam moção de aplausos, devido à ação que resultou na libertação de uma jovem que havia sido vítima de sequestro no município itaperunense. O caso aconteceu há algumas semanas e se não fosse a ação dos policiais, a vítima poderia ter morrido.

Para o presidente da Câmara, Alexandre Pereira da Silva (Alexandre da Auto Escola), a homenagem foi mais do que justa.

– Os 13 vereadores desta Casa aprovaram essa moção de aplauso imediatamente, assim que o caso foi solucionado. Nós entendemos que a ação desses valorosos policiais foi de fundamental importância para salvar a vida daquela mulher. Sem dúvida alguma vocês [policiais] são motivo de orgulho, não só para a Câmara de Vereadores, mas, para toda a nossa sociedade”, disse Alexandre.

Agência Comuniqque

PM realiza operação para coibir a criminalidade no Norte Fluminense

Começa a partir das 10h desta terça-feira (26) uma operação policial para coibir a criminalidade no norte do estado do Rio. Cerca de 150 homens da Polícia Militar vão estar nas ruas das cidades de Campos dos Goytacazes, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra. A ação acontece até o próximo sábado (30).

Esta operação está sendo chamada de pacificação porque a intenção, segundo a PM, é trazer mais segurança para os moradores da região. Policiais vão vistoriar carros, motos e também algumas comunidades para tentar encontrar armas e drogas.

G1/NF

Copa do Brasil: Vasco enfrenta o ABC em São Januário

O uruguaio Maxi Rodríguez de início é a novidade do Vasco para o jogo da noite desta terça-feira (26), às 19h30m, contra o ABC, em São Januário, na partida de ida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o que significa que o time vai para o ataque, pois o técnico Adílson Batista deixou claro que pretende encaminhar a classificação para as quartas em São Januário

Após jogos importantes pelo Campeonato Brasileiro da Série B, a equipe vira sua atenção para a outra competição que está sendo disputada simultaneamente, que é a Copa do Brasil.

- Muda o regulamento. São apenas dois jogos, mata-mata, tiro curto. Se sofrermos gol em casa, teremos que buscar fazer fora. Mas dentro de campo a responsabilidade é a mesma – declarou o técnico Adilson Batista.

O jogo marcará a estreia de Maxí Rodriguez nesta competição, e a volta de Douglas, que estava suspenso no último jogo do Campeonato Brasileiro, contra o Icasa, em Juazeiro do Norte. Adilson terá também como opção o atacante Thalles, que estava na Seleção Brasileira sub-20, mas já está à disposição do treinador.

Vasco e ABC já se enfrentaram este ano, mas pelo Brasileirão Série B, e o time carioca venceu por 2 a 1. O próximo confronto entre as equipes pela Copa do Brasil será no dia 2 de setembro. A partida decidirá qual das duas equipes avança para as quartas de final.

Preparando para a partida, os jogadores realizaram aquecimento e treino físico com o preparador Daniel Gonçalves. Enquanto os goleiros trabalharam com os treinadores Carlos Germano e Marcio Carzola, o técnico Adilson Batista comandou os jogadores de ataque.

O treinamento tático, que contou com a volta de Thalles e Lorran que estavam com a Seleção Brasileira sub-20, foi dividido em duas partes. A primeira, em campo reduzido, visando toque e posse de bola. Em seguida, trabalho de ataque e defesa, com a equipe divida em dois grupos. Adilson comandou ainda um treino de bola parada, tanto para o ataque, quanto para defesa.

Vasco x ABC

Vasco: Martín Silva, Carlos César, Rodrigo, Douglas Silva e Marlon; Guiñazu, Fabrício, Montoya e Douglas; Maxi Rodriguez e Kleber.

ABC: Gilvan, Patrick, Sueliton, Marlon e Luciano Amaral; Daniel Amora, Fábio Bahia, Michel e Júnior Timbó; João Paulo e Dênis Marques.

Juiz: Wagner Reway.
Local: São Januário.
Horário: 19h30m.

Brasil vence Japão e conquista deca do Grand Prix de Vôlei

Publicado por Folha de Italva em 24/08/2014 | 10:49


A seleção brasileira feminina de vôlei é realmente a principal fornecedora de alegria do esporte nacional. O motivo para celebrar muito neste domingo foi a conquista do décimo título do Grand Prix – os outros canecos vieram em 1994, 96, 98, 2004, 2005, 2006, 2008, 2009 e 2013. Atuais bicampeãs olímpicas, as meninas souberam usar a principal arma da rival, a paciência oriental – principalmente no duro terceiro set –, e alternar muito bem tranquilidade e agressividade para bater as japonesas por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/18 e 27/25, em 1h28min, na Arena Ariake, em Tóquio, no Japão (assista ao vídeo com os melhores momentos da "final"). A vitória levou o Brasil aos 13 pontos, superando as donas da casa, que ficaram com 12, na fase final disputada em sistema de pontos corridos. Por terem melhor campanha até então, as nipônicas seriam campeãs se tivessem vencido dois sets.

Para obter o decacampeonato do Grand Prix, a seleção brasileira venceu 13 das suas 14 partidas, deixando claro que vai mais forte do que nunca em busca do único título que ela ainda não tem na elite do esporte: o mundial. E ele pode ser alcançado em breve, no Mundial da Itália, entre 23 de setembro e 12 de outubro.

A maior pontuadora da partida foi a oposta Sheilla, que assinalou 16 pontos, demonstrando mais uma vez que ela cresce em momentos decisivos. Fabiana (dez), Jaqueline (nove) e Thaisa (seis) também foram bem importantes no ataque. Merece destaque também a bela atuação da líbero Camila Brait, que defendeu bolas muito difíceis e armou vários contra-ataques.

Poucos antes do embate entre Brasil e Japão, a Rússia assegurou a terceira colocação no Grand Prix ao bater a China, de virada, por 3 sets a 2 (21/25, 14/25, 25/22, 25/20, 15/13), na madrugada deste domingo (tarde no Japão). Com o resultado, as russas chegaram aos sete pontos, um a mais do que a China, que ficou com a quinta colocação. O quarto lugar ficou com a Turquia, que foi aos sete pontos após fechar a sua participação no Grand Prix com uma vitória sobre a Bélgica por 3 sets a 1 (24/26,  25/21, 25/23 e 25/20). As belgas perderam os seus cinco jogos na fase final e ficaram com a sexta colocação.

O JOGO

Embalada pela bela campanha na fase final e pelo fato de jogar em casa, as japonesas começaram o jogo demonstrando que iriam lutar muito para evitar a conquista brasileira. Se defendendo muito bem e eficiente no ataque, elas começaram pressionando as bicampeãs olímpicas. Porém, aos poucos a seleção, com paciência oriental, foi se soltando, acertando boas bolas e demonstrando que não basta apenas disposição para brecar uma máquina. Foi após uma cravada de Fabiana que o Brasil conseguiu abrir três pontos 8/5, antes do primeiro tempo técnico da partida. A parada fez bem para as meninas de ouro. Na sequência, o saque passou a entrar melhor, dificultando o passe do Japão. Quando isso acontece, a bola volta mais facilmente e dá-lhe ataque brasileiro, principalmente com Sheilla, além de preciosos pontos de bloqueio.

Faltava apenas um pouco mais de velocidade no jogo, mas isso não comprometia o domínio da seleção, que tinha 16/11 antes da segunda parada técnica. Na reta final do set, as japonesas cometeram mais erros do que o normal e deixaram o Brasil crescer. Com o passe chegando na mão para o contra-ataque, as brasileiras fizeram ponto atrás de ponto e conseguiram abrir dez pontos 22/12 deixando claro que o primeiro set passara a ser um baile tupiniquim. Tanto que a vantagem foi mantida até o fim, quando Fernanda Garay atacou da linha dos três metros e não permitiu defesa para Saori: 25/15, em 26 minutos de partida.

Mantendo a calma, mas não deixando de lado a agressividade ao atacar, a seleção brasileira começou jogando muito bem o segundo set. O saque estava entrando muito bem, causando um temor enorme em uma equipe estruturada a partir da sua recepção. Sem receber o passe na mão, a levantadora Miyashita não conseguia municiar bem as suas principais atacantes, Ishii, Saori e Nagaoka. Assim, o Brasil abriu 5/1 e fez o técnico Masayoshi Manabe pedir logo um tempo. As nipônicas melhoraram e conseguiram aos poucos ir colando no placar. A vantagem que era de seis pontos, caiu para dois em 13/11.

Zé Roberto parou o jogo e pediu que elas não deixassem de lado a paciência que ele havia tanto solicitado. As meninas entenderam o recado e conseguiram boas bolas, com destaque para dois ataques precisos e potentes de Jaqueline. Porém, as orientais tinham encontrando uma forma de pressionar o Brasil e não davam mais tanta moleza. O jeito foi dar pancadas e tentar dificultar ao máximo a defesa japonesa. E foi assim, forçando o erro rival, que a seleção brasileira fechou o segundo set em 25/18, em uma parcial que durou 28 minutos.

O terceiro set começou mais complicado para as brasileiras e acenou um equilíbrio que esperado, mas não foi visto nos dois primeiros sets. As japonesas conseguiram encaixar melhor o ataque, melhoraram a sua defesa e conseguiram liderar o placar pela primeira vez na partida. Finalmente era visto em quadra o time que fazia uma campanha fantástica na fase final do Grand Prix. E, assim, as nipônicas foram vencendo por 8/7 para a primeira parada técnica da partida. Era hora de o Brasil colocar a cabeça no lugar. Estava complicado, mas nada é tão complicado para as atuais bicampeãs olímpicas e a reação começou com uma bela passagem da levantadora Dani Lins pelo saque. Foram quatro pontos seguidos e a virada para 11/10. Quem também contribuía muito era a líbero Camila Brait, que defendia com muita qualidade.

A partir daí, as rédeas da partida foram retomadas pela máquina de jogar vôlei que é essa seleção brasileira feminina. Mas nada de larga vantagem. Era lá e cá. Saori era a principal jogadora japonesa e Sheilla sobrava do lado brasileiro.

A ponteira era a mais acionada por Dani Lins, pois quase não errava e conseguia desarticular a forte defesa das orientais. Os últimos pontos foram suados e conquistados a partir de belas defesas de Camila Brait e ataques precisos de Sheilla. O primeiro match point veio em 24/22, mas o Brasil desperdiçou, permitindo que o Japão fizesse dois pontos seguidos e empatasse em 24/24. Era hora de evocar a paciência oriental, arma pedida por Zé Roberto. E a tática deu certo novamente. Com mais tranquilidade que as mandantes,  a seleção brasileira foi mais eficiente nos pontos decisivos e contou com  Jaqueline para fechar o set em 27/25 e o jogo em 3 sets a 0, liquidando a fatura e celebrando o seu décimo título do Grand Prix.

Fonte: GloboEsporte
 
Suporte : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. Folha de Italva - Todos os direitos reservados
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Tecnologia Blogger